Leia todas as notícias

Recadastramento de armas nas agências dos Correios

Registro pode ser feito nas agências dos Correios em todo país.

A partir de amanhã (8), os proprietários também poderão fazer o recadastramento de armas nas agências dos Correios, ao custo de R$ 6,50. Em junho deste ano a Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições (Aniam) e a Polícia Federal (PF) firmaram uma parceria que disponibilizou mais de 2 mil postos de recadastramento em todo país. Acordo firmado hoje (7) entre a PF e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) formaliza mais uma parceira para aumentar a capilaridade da Campanha Nacional de Recadastramento de Armas.

O diretor institucional da Aniam, Salesio Nuhs, considera o acordo com a ECT importante por facilitar o recadastramento. “Recadastrar ficou ainda mais fácil, possibilitando que muitos brasileiros fiquem na legalidade”, disse Nuhs. Além dos postos credenciados pela campanha e das 6.131 unidades dos Correios, o recadastramento pode ser feito gratuitamente pela internet no site www.recadastramento.org.br . Todas as armas devem ser recadastradas, mesmo aquelas recebidas de herança ou de doação.

Para recadastrar, os donos não devem levar a arma. Basta estar munido das originais e cópias, ou cópias autenticadas da identidade, CPF, e comprovante de residência. É necessário ter em mãos o número de série, marca, espécie e calibre da arma.

Assim que o recadastramento for efetuado será emitido um registro provisório válido por 90 dias, até que seja expedido o definitivo. Os Correios enviarão uma carta avisando que o registro está pronto. Depois de dezembro, quem for pego com uma arma ilegal poderá responder criminalmente, sujeito a pena de detenção de 1 a 3 anos e multa.

 


 

 
Todos os Direitos Reservados © 2007 Diretora do Stand de Tiro do Fluminense Angelamaria Lachtermacher